Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2016

JAZZ AO SEU ALCANCE - #cultjazz #set16b

O Livro do jornalista Emerson Lopes é um Guia de Jazz.
São compilações de informações sobre sites e artistas escritos em seu blog e desde 2009 virou o livro Jazz ao seu alcance.

Conta Emerson que a intenção do livro é ajudar o leitor a desvendar o mundo do jazz. A proposta não é “explicar didaticamente” o que é o jazz, seus movimentos e questões históricas.
Além de endereços de sites gravadoras, rádios, shows, festivais, músicos sobre jazz, o livro da dicas de álbuns e vem com um CD gravado com podcasts que Emerson selecionou.  De quebra tem algumas entrevistas com jornalistas e artistas que contam suas influências e um pouco sobre como entraram neste universo musical.  Confiram no blog JAZZ AO SEU ALCANCE!



Álbum "Whims of Chambers" do baixista de jazz, Paul Chambers - CultJazz recomenda #set16a

Há 60 anos o contrabaixista de jazz Paul Chambers, conhecido também pela música Mr. P.C. gravou seu disco "Whims of Chambers" no estúdio do Rudy Van Gelder em Hackensack, NJ.
Baixe esta obra de arte aqui: http://smarturl.it/WhimsOfChambers
O álbum inclui Donald Byrd no trompete; John Coltrane no sax tenor; Kenny Burrell na guitarra; Horace Silver no piano e Philly Joe Jones na Bateria

Biologia da música!

A arte de se fazer música envolve um mundo de outras coisas que afetam o processo. Arquitetura acústica, finanças, biologia e tecnologia são algumas delas.
 Dar lógica ao som e percepção são foco para o músico escocês, David Byrne. Sim, este mesmo. Fundador da banda post-punk e precursora do new wave, Talkin Heads, foi parceiro de Brian Eno, "brother" do David Bowie e do Lou Reed. Ganhou um Oscar pela trilha sonora do filme "O Último Imperador", gravou com Fat Boy Slim, Tom Zé, Caetano Veloso e pesquisou a música no mundo todo, inclusive no Brasil, exemplo do documentário que fez sobre a influência do candomblé da cultura brasileira.
Sem dúvidas Byrne é um cara diferente e não é apenas pelo seu autismo, mas principalmente por enxergar à frente da maioria das pessoas. Há muito tempo ele é ativista do ciclismo, se recusando a ter e andar de carro em NY, onde reside e trabalha - leia também o livro dele "Diários de bicicleta" - e aposta no co…